sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

É muito fogo!


E depois de uma negociação daquelas, onde por várias eu me antecipava ao que pessoas queriam falar, não permitia uma conclusão de pensamento dos outros sem dar um comentário e que só terminou quando as coisas ficaram muito próximas daquilo que eu almejava e acreditava ser o certo e justo, ouço uma voz que diz:

- O André... ele é leonino.

Leonino... talvez isso explique muita coisa. E o pior que eu não sabia, com ascendente em Áries. Eita... não deve ser fácil mesmo me agüentar. =)

Por isso a manutenção das amizades que tenho ganhou muito mais sentido quando uma amiga especial me apresentou uma frase de Rubem Alves que diz assim: “Há duas espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e... os amigos, que são os nossos chatos prediletos.”


Agora... algumas curiosidades

Sobre ser do signo Leão:
Fixo, este é o signo da força da criação, dos primeiros resultados que surgem apesar das dificuldades. Daí a analogia do signo com o desafio e com a auto-afirmação. Desafiar o ambiente externo, que pode ser hostil, é algo que precisa ser feito com coragem. Leão é conhecido pela força - até mesmo autoritária e tirânica - com que impõe sua vontade, para realizar seu próprio destino.
Dizem que ele é o rei dos animais e que simboliza a honra e o amor à prole, pois é um signo gregário, que protege a cria. O leonino conhece bem a importância da luta pela vida. Para sobreviver, o nativo deste signo precisa ser centrado em si mesmo, pela simples razão de existir da melhor maneira.
Leão é também o educador, aquele que dá o bom exemplo. E, apesar de gostar de ser admirado, sabe dar seu amor. Com temperamento ardente e apaixonado, ele precisa ser aceito e para isso explora com maestria suas capacidades. O desânimo diante da rejeição é algo que o Leão recebe mal, tornando um dos maiores problemas de saúde para ele, que se torna deprimido e melancólico.
Na saúde, Leão rege o coração - onde se encontra o centro de energia (chakra) responsável pelo amor altruísta. Estão relacionados a eles os olhos, que têm o conhecimento direto da intuição que move o signo, característica do Fogo, e o sistema sanguíneo, responsável por levar a vida a todos os órgãos. Afecções nessas áreas identificam dificuldades em dar ou receber amor ou a incapacidade de ver e seguir a própria intuição.
Na profissão, Leão se adapta bem às atividades de liderança, risco e desafio, em que possa se superar. A educação também lhe cai bem (ponto positivo =]). Por ser um signo fixo, movido à intuição, Leão não costuma abandonar a batalha pelo meio, teimando até o fim na sua realização.
No amor, o leonino se destaca pelo romantismo, dramaticidade e sensualidade. Este é o signo do amor cortês e da conquista, que faz de tudo para ser o centro das atenções, mas também trata como uma pessoa especial o ser amado. Galante e possessivo, o que mais o atordoa é a rejeição, o descaso e a frieza.
Elemento: Fogo;
Regente: Sol.

Sobre o que é ser regido por Áries:
Ativo, temerário e excitável, gosta de atividades esportivas, política e é militante das causas em que acredita. Dinamismo e entusiasmo o impulsionam a conquistar seu espaço. É corajoso, tem iniciativa e tende a ser individualista, por isso deve evitar o autoritarismo e o egoísmo. Inicia projetos impetuosamente, mas tem dificuldades em dar continuidade a eles.
Elemento: Fogo.


Considerações finais: Eita!... é esse monte de elemento fogo que é problema!...... ou a solução?! =P

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Falando sério

Shoes de Vincent Van Gogh (1888)

Agora Falando Sério
Chico Buarque
Composição: Chico Buarque


Agora falando sério
Eu queria não cantar
A cantiga bonita
Que se acredita
Que o mal espanta
Dou um chute no lirismo
Um pega no cachorro
E um tiro no sabiá
Dou um fora no violino
Faço a mala e corro
Pra não ver a banda passar

Agora falando sério
Eu queria não mentir
Não queria enganar
Driblar, iludir
Tanto desencanto
E você que está me ouvindo
Quer saber o que está havendo
Com as flores do meu quintal?
O amor-perfeito, traindo
A sempre-viva, morrendo
E a rosa, cheirando mal

Agora falando sério
Preferia não falar
Nada que distraísse
O sono difícil
Como acalanto
Eu quero fazer silêncio
Um silêncio tão doente
Do vizinho reclamar
E chamar polícia e médico
E o síndico do meu tédio
Pedindo pra eu cantar

Agora falando sério
Eu queria não cantar
Falando sério

Agora falando sério
Eu queria não falar
Falando sério

Desabafo...

Por que precisamos ser tão mesquinhos? A verdade é essa mesma, vivemos um tempo onde o centro está no meio do nosso umbigo! Nada além importa mais. Se estou bem, o que pode estar errado? Infelizmente, esse é o pensamento que mais presencio em nosso tempo. E muitas vezes quando vemos pessoas agindo assim, vemos outras apoiando esse tipo de atitude.

Esses dias, estava eu numa comunidade sobre futebol, discutindo com a galera essa questão sobre os possíveis estádios de Santos, Palmeiras e Corinthians. Daí, resolvi postar um texto do blog do Juca que falava de uma agenda que foi esquecida no Corinthians e nela estava descrito todo o esquema de comissão que 20 conselheiros receberiam, caso o projeto fosse aprovado. Ao postar isso, tive uma surpresa que me deixou ‘incrível’! Além de comentários esperados como “Isso é Corinthians”, “Dualib deixou legado”, um corintiano postou me chamando de inocente, que eu era inocente, pois acreditava ainda na existência de alguém que trabalhasse por amor ao futebol e me disse ainda ser mais que normal esse tipo de ‘bonificação’. Não preciso dizer o quanto esse cara foi execrado por todos na comunidade, mas o fato relevante é que é possível constatar com grande facilidade esse tipo pensamento. É incrível pensar que alguém ache normal que 20 conselheiros levem parte da grana da construção do estádio numa boa e ainda acreditar que o time não terá que devolver isso em ‘favores’. Será que eu é que sou inocente? Talvez eu seja idiota por pensar assim, em não levar vantagem em tudo. Mas inocente...

Vendo por esse caso do futebol, podemos perceber que realmente não existe mais o respeito nem pelas coisas que amamos. Duvido que o conselheiro lá não seja corintiano de fato, mas ele não tá nem aí pro amor que sente pelo clube quando vê a oportunidade de colocar uma bela bolada no bolso. E isso não acontece só no futebol, acontece em todos os campos da vida. As pessoas quando vêem a oportunidade de um caminho mais fácil ou que lhes dê uma sensação nova de prazer, não pensam duas vezes em partir por essa via e meio que ‘dane-se’ se alguém vai ficar triste ou se alguém vai ficar prejudicado ou se alguém ficará magoado com tudo isso. O que importa é tirar a vantagem, se dar bem e se sentir bem.

Até porque vivemos hoje uma necessidade de sermos felizes. A tristeza é simplesmente abominada em nossa sociedade. É preciso ser feliz, sempre, sempre... a todo momento. E as pessoas na tentativa cumprir esse ritual de felicidade contemporâneo não se importam muito no que precisarão pisar pra chegar a tal felicidade. Não é de se estranhar que movimento como o dos ‘emos’ (grupo geralmente de jovens, extremamente emotivos, chegam a chorar por coisas simples, como colocar água num copo! e estão sempre tristes) ganhem tantos adeptos, não curto em nada esses caras, até acho uma que forçam muito a barra, mas é compreensível que eles existam, até como um tipo de resposta a essa ditadura da felicidade que vivemos.

É preciso sempre saber pra quem e com quem trabalhamos. Precisamos ter sempre a grandeza de passar muitas vezes por nosso orgulho, mas fazermos aquilo que é certo. É necessário abdicar da satisfação fácil, do caminho que parece ser mais atrativo, para poder seguir a trilha do bem comum, ao invés do bem individual. Falar a verdade e ser honesto sobre tudo. Esse é o único jeito de respeitarmos as instituições a que somos ligados, as pessoas a que nos ligamos e nossos sentimentos. Não é tão simples quanto está escrito fazer essas coisas, mas se não tentarmos, mergulharemos de cabeça em nosso individualismo e como sociedade seremos um fracasso cada vez maior.

A aposentadoria de Fidel e outros fatos

Pois é, me surpreendi ao abrir a internet ontem e ler que Fidel teria renunciado à presidência de Cuba. Achei que de lá ele só sairia morto, apesar de que isso ele quase está. É legal essa sensação de estar vivendo a história. Porque somos criados apenas pra ver o tempo cronológico e, muitas vezes, temos nossas vistas tampadas pra ver como a história é viva em todos os momentos e ver os reflexos a todo instante e em qualquer lugar. Quando existe um acontecimento como esse, nós nos sentimos um pouco mais dentro da história, ou melhor, da História, nos sentimos parte ou testemunha dela, pelo menos.

Mas a verdade é que pouca coisa deve mudar com a saída de Fidel, até porque ele já está afastado a um bom tempo e nada de novo ocorreu. Os EUA já disseram também que vão manter o embargo a Cuba. E o pessoal de lá não deverá alterar grandes coisas na democracia da ilha. Fidel ainda está vivo e deve agir agora como um mentor, um guia. Apesar de longe do poder, o barbudo queridinho dos vermelhinhos manterá sua imagem de liderança. Toda filosofia, todo estilo de governo deverá ser mantido em respeito a essa imagem. Mudanças realmente drásticas em Cuba só devem ocorrer quando o ex-presidente do país morrer. Aí sim penso que haverá talvez uma nova revolução por lá, pois cada uma vai querer puxar a sardinha pra si e aí existirá pressão de todos os lados que forçarão as mudanças.

Mas veja só, fiquei refletindo sobre a quantidade de coisas que aconteceram do início do século XX pra cá. Duas Guerras Mundiais, a ascensão e queda de governos fascistas e nazistas, bomba nuclear, a Guerra Fria, a queda do Muro de Berlim simbolizando o ‘esfriamento’ da Guerra Fria, governos democráticos sendo instaurados, governos democráticos dando lugar a novas ditaduras, os computadores e todo esse salto tecnológico, transição de vários papas, o tiro no papa, 11 de setembro... eu poderia elencar inúmeras coisas ainda. Não sei se em alguma outra época existiu tanta intensidade como foi nesse último século. Mas o fato é que mesmo vendo tudo isso, o que o mundo nunca viu e parece que não vai ver é o Corinthians ganhando uma Libertadores. =)

(a piada era inevitável)

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Coisas que pareceriam óbvias até pr'uma criança





Pior que é assim mesmo, alguns vacilos a gente evita desde nossa infância, por nos conhecermos mesmo, por termos a idéia de quem somos e de quem queremos ser. Mas depois de alguns acontecimentos, depois que ficamos mais velhos, nós às vezes esquecemos quem nós somos, nós nos esquecemos de quem queríamos ser. E muitas vezes isso acontece porque nos decepcionamos, fracassamos em algo e, de repente, caminhos mais fáceis ou que nos ajudam a esquecer as falhas aparecem. Pegamos esses atalhos e acabamos deixando de lado coisas que mais prezamos em nós mesmos.

Nem sempre a vitória vem do jeito que queríamos. Às vezes seremos derrotados, mesmo quando outras pessoas dependem de nós e nós sabemos que temos força e sabedoria para fazer algo melhor pelas pessoas. O importante é continuar tendo fé nas horas mais difíceis, é termos esperança de que iremos conseguir vencer nossos desafios. É sobre tudo saber que após uma derrota, pessoas queridas estarão ao nosso lado e nos apoiarão para conseguirmos nos restabelecer e com tudo isso, com toda certeza, sairemos muito mais fortalecidos de qualquer etapa de nossa vida.

Nota: os filmes são meio longos, mas representam muito minha infância, o tempo que eu tinha em mente alguém quem eu queria ser e que eu fico feliz toda vez que consigo ser um pouco assim. Aliás, isso me lembra Rei Leão, aquela cena em que o espírito de Mufasa aparece pra Simba, dá um sermão nele e termina dizendo: “Lembre-se de quem você é”. Agora, só não vão pensar que o que eu queria ser era o Jiban, pô! =P

Precisando...



Paciência
Lenine
Composição: Lenine e Dudu Falcão

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não pára...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...

Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...

A vida não pára!...
A vida é tão rara!...

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Valentine's day

Não... não é hoje. Foi ontem na verdade... Em boa parte do mundo, o dia dos namorados é comemorado em 14 de fevereiro, dia de São Valentim. Há duas lendas sobre o Santo, as duas são do início da era cristã, século III d.C.. A primeira diz que ele era um padre que realizava casamentos escondidos em Roma, pois um imperador não queria que os soldados do exército casassem, com isso eles se dedicariam exclusivamente à vida militar. A outra lenda diz que ele era um cristão que ajudava muito outras pessoas, e bonzinho naquela época só se ferrava - será que só naquela época? hahaha -, acabou sendo preso e conheceu na cadeia uma jovem cega, filha do carcereiro. Os dois se apaixonaram e pelo amor que ele sentia por ela, a cegueira da moça teria sido curada. Há uma terceira versão ainda que mistura as duas, o padre teria sido preso e se apaixonado pela moça cega. O fato é que nas três versões Valentim (ou Valentine, original) é condenado a morrer e ele é decapitado. As duas últimas versões narram que ele escreve uma carta de amor à ex-ceguinha assinando "de seu Valentine", e essa inscrição é utilizada nos cartões trocados entre os enamorados nessa data. São Valentim teria sido morto em um dia 14 de fevereiro.


A data quase coincide com o festival da Lupercália, festa ao deus romano Lupercus, que protegia as plantações e o povo dos lobos. A festa era comemorada no dia 15 de fevereiro e havia o seguinte ritual que era seguido: os nomes das moças de um vilarejo eram colocados em garrafas, os rapazes escolhiam uma garrafa e a moça que tivesse o nome escolhido seria namorada do rapaz durante aquele ano. Com a criação do dia de São Valentim, com o passar do tempo a Lupercália também passou para o dia 14 de fevereiro, já que tinha um mesmo tema do namoro.

E aí eu te pergunto? Por que no Brasil a gente não comemora nessa data também? Corta pra cá![/módulo Marcelo Rezende]

É que no Brasil o Santo que é mais significativo para as relações amorosas é Santo Antônio (minha mãe é devota dele). O dia de Santo Antônio é 13 de junho e o comércio paulista percebeu ali um mote para aumentar as vendas e inventou o dia dos namorados em 12 de junho, um dia em que os pombinhos 'devem' trocar presentes. A moda pegou e data foi espalhada para o resto do Brasil.

É uma vergonha a gente ver essas coisas! Como é que pode?! Lenda zero! A idéia é só pra vender mesmo... É uma vergonha... [/módulo Marcelo Rezende]

Eu vou confessar aqui minha ignorância sobre o assunto, não sabia dessas coisas, não. Mas ontem vi tanto Valentine's day que resolvi procurar saber. Eu já tinha uma idéia que o dia dos namorados brasileiro era pura data comercial, mas me impressionou que eles ignoraram até as lendas existentes. Acredito que tenham tirado a data de fevereiro pelo carnaval, que tem muito mais apelo.


Nota: será que ontem a galera também faz aqueles negócios de simpatia? Dia estranho...

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Pensamento número 2

Por mais que você sinta que alguém esteja agindo mal com você, mesmo você se sentindo magoado por alguém, que alguém tenha te chateado muito, isso de jeito nenhum te dará o direito de agir mal com essa pessoa, de magoar essa pessoa. Pois talvez essa pessoa nem saiba que está fazendo algo que te chateia. E ao fazer isso você pode magoar alguém que você gosta demais e vai ficar com um sentimento ruim, até sentir que as coisas entre vocês voltem ao normal.

Pensamento número 1

Como estamos começando aí um novo tempo, ano novo chinês, quaresma, acho que uns pensamentos podem ajudar a orientar esse início aí de trajeto. Vamos ao primeiro:

Cometer uma burrice é normal, somos seres humanos e estamos sujeitos a isso.
Cometer duas vezes a burrice, é... é uma burrice.
Cometer três vezes a burrice, aí num tem jeito não, é burro mesmo! =)

É o ano do Rato!


A Folha se adiantou, mas o verdadeiro ano do rato começou agora. Ano da maior parte galera de 84, ano bom, ano da renovação! Abaixo algumas informações sobre o ano e sobre aqueles que nasceram sob esse signo.

_________________________________________________



A partir do ano novo, inicia-se pelo Horóscopo Japonês o Ano do Rato. Uma das diferenças com o Horóscopo Chinês é que o ano astral chinês se inicia no dia 07/02/2008.


Pelo zodíaco japonês o ano é auspicioso. Todos os signos estão favorecidos, alguns mais e outros, menos, mas no geral todo mundo vai sair no lucro, desde que adote o caminho certo da honestidade. O Ano do Rato não favorece os corruptos, principalmente os políticos. Todavia, 2008 é favorável aos jogos, com devidas restrições.



Pessoas nascidas em:190019121924193619481960197219841996


Nome do Rato em japonês: Ne (Nezumi)
Números da sorte: 3 e 7
Estação do ano: inverno
Mês no Brasil: junho
Mês no Japão: dezembro
Cor astral: violeta
Dia da semana: quinta-feira
Hora do Rato: 23 à 1h
Direção do signo: Norte
Elemento Fixo: Água

Polaridade: Yô (Energia Izanagui)
Espírito de Luz Protetor : (Regente do Signo): Ninigui no Mikoto (Augusto Neto Celeste).


Energia que atua sobre: economia, minúcia, avidez, ordem, oportunismo e mercantilismo.


Mitologia: Ninigui é neto de Amaterassu Oomikami, a Augusta Deusa Sol, enviado para iniciar uma dinastia celeste na Terra. Chegou trazendo os três tesouro divinos: o Espelho Sagrado, a Espada Sagrada e a Jóia Sagrada. Hábil negociador, ao invés de guerrear com os primitivos locais, casou-se com Konohana Sakuya Hime (Princesa Florescer ou deusa da Primavera), uma divindade terrestre e reinou com tranqüilidade o Japão antigo.


Destino: As pessoas nascidas sob o signo de Rato são muito ambiciosas e lutam para galgar altas posições, tanto na sociedade como na vida profissional. São dedicadas à família e fazem amizades com facilidade. Nunca estarão satisfeitas em posições subalternas. Dotada de uma intuição fora do comum, as suas idéias, geralmente, são originais. A força de vontade e a determinação garantem seu sucesso.


Qualidades naturais: Os nativos de Rato são pessoas otimistas; persuasivas; responsáveis; leais; adoram desafios; intuitivas; idealistas; tolerantes, cheias de entusiasmo e aprendem através das experiências.


Defeitos: Os nativos de Rato podem se tornar pessoas temperamentais; que não aceitam ordens; que se aproveitam dos outros; tagarelas, auto-indulgentes, bruscas, impacientes; intrometidas; irracionais, sujeitas à depressão e que detestam a monotonia.


Perfil: Arquitetos do próprio destino, os nativos de Rato quando canalizam as energias cósmicas de modo correto são: sedutores; simpáticos; generosos; divertidos; protetores; companheiros; sentimentais; sociáveis; enérgicos; dedicados; persuasivos; convincentes; meticulosos e prevenidos. Mas se não souberem canalizar as energias no sentido correto podem se tornar: egoístas; oportunistas; agitadores; inquietos; atrevidos; impulsivos; invejosos; mesquinhos; destrutivos; enfadonhos; autoritários; presunçosos e excessivamente ambiciosos.


Personalidade: Os nativos deste signo são otimistas, bom esportistas e amantes das diversões. São alegres e afáveis. Tudo o que fazem é com exagero, com atitudes de “que não me importam as conseqüências”. Demonstram entusiasmo por viagens, turismo e aventuras . Se envolvem com assuntos comunitários, como política, comércio ou religião. Os nativos de Rato são também pessoas trabalhadoras e econômicas. Possuem ótimo tino comercial, mas podem muitas vezes agir sob propósito mesquinho, principalmente nos assuntos financeiros. Muito sentimentais, os Ratos dão grande importância aos laços familiares, fazendo tudo que estiver ao seu alcance para levar bem-estar e segurança à família. Seus grandes defeitos são a ambição e a precipitação. Em geral, não sabem esperar o momento oportuno para por as idéias em prática, e com isso perdem grandes oportunidades de sucesso e prestígio.

http://www.nippobrasil.com.br/2.semanal.horoscopo/index.shtml
http://paginas.terra.com.br/arte/yuka/horscopo.htm

Google Maldoso?

Tanto tempo sem escrever e agora vou ter que postar várias coisas. hahahaha... Mas nesses dias eu tava a fim de fazer uma piada com um colega, mandando um carro batido e fui até o Google Imagens pra pegar alguma foto de carro batido. Digitei várias coisas até achar a imagem que eu queria, mas uma chamou muita a atenção na sugestão que o Google dá... Barbeiragem...

Confiram a imagem e podem fazer o teste se quiserem.




Carnaval - do trash ao pancadão

Em Salvador, Axé... Em Recife, Frevo... No Rio, Samba e Funk... Em cidades do interior de Minas e São Paulo, muita marchinha... Mas na cidade de São Paulo e na baixada, é impossível verificar um estilo musical que predomine. É possível encontrar de tudo com facilidade ou ir em festas que toque todos esses estilos. Devido a grande mistura cultural que temos em nossa cidade, o que manda no carnaval aqui não é um estilo musical, o que manda é um ordem pra se divertir. Muito bem observado pela senhora minha mãe... sabe de tudo essa mulher! =)


Bom... eu só precisava mesmo é de um mote pra compartilhar com vocês pérolas que curti nesse carnaval!


Um pout-porri pra vocês das pérolas desse carnaval:

1 5 7 de marido,
Ela gosta é de cara comprometido,
Não tem carro,anda de carona,
Ela anda sexy toda guapetona,
Ela não é amante,
Não é prostituta,
Ela é fiel,
Ela é substituta!

Quando ela me ve ela mexe,
Piri, Pipiri, Pipiri, Piri, Piriguete!
Rebola devagar depois desce,
Piri, Pipiri, Pipiri, Piri, Piriguete!

Pra dançar creu tem que ter disposição
Pra dançar creu tem que ter habilidade
Eu venho te lembrar que ela não é mole não
Eu venho te falar que são cinco velocidades
A primeira é devagazinho é só aprendizado. é assim ó: Creeeeeeeeeuuuuuuuuuuu

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Como satisfazer uma mulher

Não é um manual... até porque elas não vêm com um, e nem deveria, pois a graça está nas descobertas! Mas são dicas... Vem de encontro aí a postagem de outros blogs de minhas amigar... hahahaha... Tipo resposta mesmo. To postando no dia em que uma grande amiga minha colocou isso em uma comunidade e copiei pra cá. Aliás, foi no mesmo dia que procurava a foto de carro batido. Vamos lá!

Como satisfazer uma mulher
Acaricie
Massageie
Cante
Suporte
Alimente
Dê banho
Estimule
Console
Abrace
Excite
Proteja
Seduza
Ligue
Corresponda
Antecipe
Perdoe
Sacrifique-se
Assessore
Deixe
Volte
Divirta
Mostre charme
Mostre igualdade
Fascine
Respeite
Implore
Defenda
Faça serenata
Agrade
Mime
Se banhe
Se barbeie
Se perfume
Elogie
Acredite
Santifique
Ajude
Reconheça
Seja educado
Atualize-se
Aceite
Peça
Escute
Entenda
Acalme
Mate por ela
Morra por ela
Sonhe com ela
Prometa
Entregue
Se comprometa
Eleve
Alivie
Sirva
Agradeça
Dance
Olhe
Seque
Dobre
Lave
Passe
Guarde
Idolatre
Ajoelhe
Volte ao começo e faça tudo de novo...

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

O que me resta nesse feriadão!

Tá vendo eu aí? =P

Ah... Carnaval... Festa pra pular, pra esquecer e só se divertir! Feriado sagrado pra nós foliões. Mesmo quando não estamos no pique de grandes festas, essa época nos deixa feliz.

Bom... é o que resta pra fazer no feriadão, já que meu time tá uma joça. Espero que depois do carnaval tudo fique melhor.

Agora é hora de aproveitar e depois dos dias de folia vem um período muito importante para quase todos os povos do mundo: a quaresma é um momento para refletir e de preparar o espírito para a páscoa. Então, aproveitemos pra se esbaldar no carnaval! hahaha... Brincadeira... Vamos nos divertir, mas com consciência! Certo?

Bom carnaval a todos! Até a volta!